Total Training > Emagrecimento > Musculação emagrece SIM!

Musculação emagrece SIM!

Veja 7 dicas para emagrecer fazendo musculação!

O verão começa a chegar e as pessoas querem emagrecer para ter aquele corpo definido. A primeira opção é buscar uma dieta milagrosa, um treino muito intenso, uma maneira rápida e eficaz para conseguir emagrecer, já que o verão é a estação em que as pessoas exibem mais o corpo. A musculação é uma modalidade de exercícios que pode te ajudar a emagrecer. Os exercícios propostos são bem importantes para quem quer perder alguns quilos, entrar no peso ideal e ainda ter um corpo mais definido. Isto sem contar os benefícios para a saúde. Mas dentro dos diversos tipos de exercícios, quais os melhores para emagrecer?

Musculação emagrece?
 

A musculação costuma ser recomendada para quem quer ganhar massa muscular. Os treinos são focados no fortalecimento e no aumento do tônus muscular. Ao adicionar uma alimentação equilibrada, é possível ganhar os resultados de aumento de volume corporal. Só que a musculação não é só isso. Os exercícios de musculação são positivos para quem quer emagrecer, mas devem ser feitos do jeito certo.

Quem não consegue controlar a intensidade das atividades pode acabar perdendo a massa magra. Menos massa magra vai alterar o metabolismo e pode trazer resultados contrários aos desejados. Os tipos de exercícios que contribuem para o emagrecimento são bem simples, muitos já são realizados na maioria dos treinos. Estes movimentos são pensados para conseguir queimar bastante gordura em menos tempo, por isso, não é necessário realizar o exercício por horas seguidas.

Sempre respeite o limite do seu corpo e não tente realizar os movimentos de maneira mais intensa do que consegue.

7 dicas de exercícios para emagrecer

1 – Legg press

É com este exercício que se senta no aparelho, colocando as pernas na plataforma a frente em uma posição em que esteja de acordo com a largura do ombro.

Esta posição é que vai desenvolver de maneira geral os músculos, sendo a posição inicial. Depois disso, a plataforma com a carga deve ser abaixado para que as regiões superiores e inferiores das pernas fiquem em um ângulo de 90 graus.

Ao usar o calcanhar para empurrar e os quadríceps, deve-se retornar à posição inicial. As repetições devem ser feitas de acordo com a recomendação inicial do instrutor da academia. É um exercício que possui diferentes variações que podem trazer resultados diferentes.

2 – Ab roller

O ab roller deve ser segurado com ambas as mãos e a pessoa deve se ajoelhar no chão. O ab vai à frente no chão e as mãos devem estar nos joelhos, como se fosse uma flexão ajoelhada. Devagar enrole o rolo de ab até a frente, esticando o corpo em uma posição reta.

A dica é descer o máximo que conseguir evitando que o seu corpo toque o chão. Depois disso, puxe de volta até a posição inicial. Sempre faça devagar, mantendo o abdômen apertado nesses movimentos.

3 – Peitoral supino

Deite-se no banco e use uma empunhadura de largura média, levantando a barra do rack e segurando com os braços travados. Os braços precisam estar na posição perpendicular ao chão. Esta é a posição inicial do exercício. Depois disso, você vai descer devagar até que barra chegue na parte inferior do tórax.

O movimento seguinte é trazer a barra até a posição inicial e empurrando a barra utilizando os músculos do peitoral. Feche os seus braços e aperte o peito de maneira contraída, segurando por um tempo e depois vá descendo. A dica é demorar o dobro do tempo na descida. Faça o movimento repetidas vezes, conforme for instruído.

4 – Supino sentado

Este pode ser feito utilizando máquinas específicas, como é a supino máquina, que dá o mesmo movimento e intensidade do que o método tradicional, indicado antes.

A vantagem é que essa modalidade de exercício é mais segura, sendo mais indicado para quem está começando e até para as pessoas mais velhas. Assim tem-se maior consciência dos movimentos do supino.

5 – Flexão

As flexões de braço são um grande clássico e podem ser executadas em todo lugar. É como um supino, só que o peso utilizado é o peso do próprio corpo. É com as flexões que pode-se trabalhar também com os músculos do peito.

A flexão é ótima para quem está começando por ser mais fácil e também para conseguir manter o condicionamento físico. Pode ser utilizada para complementar uma série do treino, conseguindo levar o músculo a exaustão. Há muitas maneiras diferentes de ser realizada que podem aumentar a dificuldade.

6 – Pull ups

Aqui deve-se agarrar a barra de pull-up com a palma da mão posicionada para a frente. Com os braços estendidos, deve-se trazer o torso para trás, desenvolvendo uma curvatura na parte posterior das costas e tirando o peitoral. Esta é a posição inicial.

Depois disso, puxe o tronco até a barra tocar a parte de cima do peito, puxando os seus ombros e braços para baixo e trás. Tente se concentrar em contrair os músculos das costas. A parte de cima do tronco deve estar parada, os braços devem se locomover para fazer o movimento. Os antebraços só devem exclusivamente ficar segurando a barra.

Após passar um tempo na posição de contração, abaixe o tronco até retornar à posição inicial. Faça este movimento repetidas vezes conforme indicação do instrutor. Para quem está começando, use uma máquina para auxiliar o queixo ou peça a ajuda de alguém para segurar as suas pernas. Assim, é mais fácil de empurrar o peso do corpo.

7 – Supino instável

Para quem gosta de fazer supino com haltere, pode experimentar realizar o movimento em uma superfície instável, como as bolas de plástico, por exemplo. Ele é um exercício mais complicado e vai exigir mais dos músculos abdominais, o que dificulta mais o movimento.

É um exercício eficaz para manter e potencializar o condicionamento físico, visto que não dá para erguer cargas muito pesadas ou forçar demais os músculos dos ombros, peito e do tríceps. Para realizar o movimento é preciso ter cuidado e ajuda de um instrutor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *